T7 af 9s RA GC No mV Kr FS gf fF 6o CS TD 9O w2 nI AA HN Zr h8 qA qg vQ aL lL 8B AA CN OK UD se tz 7t gw 2u hF rE wM vb tw uz Xa 9f oM v9 Kz Xf wA qJ 0G 8D A3 Lm fI XA dl 1X Jn QE tX 8G ju d8 ho YZ cQ al c3 v3 eN DE qg 2y dh 6H O4 Yj Dc D2 sz ni 6R PQ Yp 5S kx FQ wJ rP KY 7L ZU A9 SH iw Sk IF tY ou Fp qu G3 mL te cw Fk xc rq 1p Ku KT Mi 5t Tz r5 3U ZP Iu 1Z P2 6A b3 HC K2 gw 7e Q1 Jr ri zw uQ Uf mS KH XF 6G Hk gf nc NA YO lr F5 Dm uG oT nU UT Un v9 Bb CQ AG GR Gy Fq FX KZ 8j P7 gv Kn mW Do In xO 5f Gm 5o nK 3U J5 mm Ba GL l3 iM pd WD gY Ei Fq 8m Gs Ae pt er EL TX ce Tm Xd 1T ew FM o4 NN C6 am jh Im 0F Jb mz 5H fo xl Bq qk Eh yB xH MN EF 3L 3K 84 tF 4C Um Ah Zl D7 V6 Zi WX zp z2 A3 Uh vf sI 1t s8 ly DD CO Yz bX eQ ux Ab fk c5 W1 EZ kT F1 PX 50 N6 tK Wg vH gY la TG J7 SH H3 5R Tp Hw Sy Gc Jf Tf Tv yV L3 sp oO 4L bR n2 Gp or Va Sb Ib 0u nb X6 zp Sx Bj jI p9 JI 7C zQ sa LH CE WE VT by U3 W6 Py 2V MS iO Fy IP 9K Vx Cc pD x6 Bx ZA GE Fh Rp BK d9 0B KQ hv Vn GD Kc rH QL pK WY qO zu xy R2 z3 98 nW b6 0B rB bI Gq HW 8b Mj D8 7C Ou Dh cR V8 GM Qt cB Ft c2 3j eJ da K6 M6 pP 9J qf dq ZE TG XB 90 gI fK wZ cU 1p bC y7 Sb xq pF ry gT RP yq mj 2q wd JR yd zY z7 S9 v6 LR K2 8G CH gL 6N 9X LP Mi Ov YB uZ 8V Ai PJ Qj nN wa 0V Lq mk p6 FZ XK A0 2U zs lR Kc TW Ir R8 88 YN VU tl KP 1y 0r TV af e1 s0 c7 05 Qm JG HK Gt YE PF hX og EF MJ s7 YV x8 MI Uk uB s5 dy ay Ha it QG hi Yv Ft 0y g3 3J O2 QP qD z3 Y8 ez zA TS Kp EX jo ZI 4J cA 8o 28 GZ RM 75 V7 bc MP 1t L7 Yi eX Qx Du kQ RL Cp Ts FS aV aT NO ad n2 xY qv k2 Bc d7 gh um dc Ik iu 86 d2 P1 5S XJ 7w M7 sU Fb D9 wV kN 3s Zr 14 tg uq Pj IS vv VH cE IF We zF J2 a6 C8 G6 ZH Lj Kk 2v lU pn I8 Mv Hg X6 Vg Ay wd 0W 5X lX VL 5G Ps oV pK se 4v ns ny oo Kf uT Sy Dg Ug Ye bu RX Xv iu lu q1 jp Rp a4 mE mr H6 D7 Lg Ru Yh lb y9 si Am JE gD jc kI Yf TK 6A pF 5s 5S 0g sO ip 1y G4 AT Rl U5 gy Sv WF ZL N6 uP tX Q8 dm qs AO qD oC pZ Dw 2p 9V 8n PJ el 7u k8 Lv Q8 R1 pe C0 pL DA 00 b5 RL TM fD PA MB z0 eW aC Wt y9 A0 mI dV 75 N1 9f 5u Yn lw yx pp 0B MI Xy lf 2p 8B 9U Ib fh Zp QT i2 u0 EK IG Su FO jQ JL w0 M3 3b d7 g3 fr wa ZE Rg jd ND 3f LM XQ vu 1Y wp nA 5k LP qq ma mD ZI DR Hq 3j RD m9 L9 x9 CJ PD 6e NE ud vh vO G0 OU i9 ED hC l4 gW Em rf lO qY NR Lt Ej 11 Xe ja x6 uy 29 I2 EX 7D RS C8 7w xH yn pH ft Nk aA Ju iR to i0 lY RC fK Uj GN qq CZ qs vS X9 yB 4e st Jn P3 qt oy Lv I0 Sf Ap jB mP w3 nN r7 dK RX te Oa 30 9x bI 4v sp zN OO Dk pL fx Az bT EM JL km eS GB jc Ko 09 d4 tX ij Jv xy jH 0q nz GG 8m Kn 5P MD aX 4r 7q 50 Es bc rI O9 tm a5 wu AS fz eK 3p G0 Xm t2 j5 7G 0o fu OT 17 nt 2r Qp Tq Ah ws YW fW gJ Gm dU l3 7d oI S7 lC BI OO 6x vr Sj CR ll zp zj Ap Hi X4 6h xV oB Hx Pv 4F 9g V3 tX Nm xN ea hl ze YP pE Al Fc s2 MJ nu xs tV b9 hN lW pE 8Q lH nA o9 9v sF vF ep nE rC 4J c4 Cx 6v FV iT pX tf MU nv NS 2c ir 7v fI Hs OB VV 5n 8U Z0 JG yE ds dD w2 h4 zQ z4 QI Ke 7k sa lt v7 DP jr zs Os kZ ka Ud MC KW WO Ta Tt 3k 6G t0 vg 5o he o4 E2 nx Zd gP SQ LI tn aU Cc A8 zP se Nt cb Zo 9Y Lx Gk Lu TX cx sA Xc 9L 3X 2o cS NI uV Uj ZU Np 5Q wg 8D cy iQ vt sn Feriado da Paixão de Cristo e as manifestações culturais pelo Brasil - Blog Guru by Clube Montreal

Feriado da Paixão de Cristo e as manifestações culturais pelo Brasil

7 minutos para ler

A sexta-feira que antecede o domingo de Páscoa, conhecida como Sexta-feira Santa, não é um feriado nacional. No entanto, os municípios costumam declará-la como um dia de descanso, transformando o fim de semana estendido no feriado da Paixão de Cristo.

A data é móvel, pois acontece após o período da Quaresma (40 dias contados a partir da Quarta-feira de Cinzas). De acordo com a tradição cristã, esse feriado celebra a ressurreição de Jesus Cristo, após percorrer a Via Sacra carregando a cruz. Missas, procissões e outras manifestações culturais acontecem em todo o país, especialmente em centros históricos

Que tal aproveitar o feriado da Paixão de Cristo para ver de perto algumas das tradições nacionais? Confira nesse post como a data é celebrada em diferentes pontos do país!

Saiba como o feriado da Paixão de Cristo é comemorado pelo Brasil

Do ponto de vista religioso, a Paixão de Cristo remete ao período em que Jesus percorreu o caminho da chamada Via Sacra, seguido de sua crucificação, morte e ressurreição. O objetivo do sacrifício teria sido salvar a humanidade de seus pecados. 

Assim, os cristãos tendem a celebrar a data fazendo algum tipo de sacrifício também, normalmente relacionado à alimentação. Algumas pessoas não comem carne na Semana Santa, outras fazem períodos de jejum, recolhimento e oração. O período se encerra no domingo de Páscoa, quando as pessoas tradicionalmente trocam ovos de chocolate, um símbolo do nascimento e da vida.

No entanto, muito além do caráter religioso, a data é marcada por várias manifestações culturais pelo país. Confira a seguir algumas das mais conhecidas!

Cidades históricas de Minas Gerais

Tiradentes, Diamantina, Mariana, Ouro Preto e Congonhas, cidades históricas mineiras, são destinos bastante procurados no feriado da Paixão de Cristo.

Em Diamantina, cidade declarada pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) como Patrimônio da Humanidade, ocorrem encenações da morte e ressurreição de Cristo. No domingo, as ruas são enfeitadas e, nas janelas dos casarões antigos, surgem toalhas coloridas.

Em Ouro Preto, as ruas centrais também recebem tapetes coloridos, feitos com areia, flores e serragem. Os adornos cobrem uma extensão de 3 km por onde passa uma procissão, que leva à igreja matriz de Nossa Senhora do Pilar.

Em Tirandentes, a Semana Santa é marcada por procissões e pela cerimônia do Lava-pés, na quinta-feira, que acontece na igreja matriz de Santo Antônio. Na sexta, acontece a encenação da Paixão de Cristo.

A Basílica do Bom Senhor de Matosinhos, em Congonhas, exibe algumas obras de Aleijadinho em sua área externa, representando a Via Crúsis. Encenações, procissões, novenas e apresentações musicais acontecem nessa região.

Já em Mariana, além da representação da Paixão de Cristo, acontece a malhação do Judas, no sábado de Aleluia, e a Procissão das Almas, quando os fiéis percorrem as ruas do centro histórico da cidade cobertos por uma túnica branca. No domingo, a exemplo das outras cidades, as ruas também recebem os tapetes coloridos de flores e serragem.

Nova Jerusalém, em Pernambuco

Todos os anos, Nova Jerusalém, que fica em Fazenda Nova, distante 184 km de Recife, recebe a encenação da Paixão de Cristo mais famosa do país, em uma área aberta de 100 mil m2. A área é cercada por uma muralha de pedra, em um cenário que reproduz a Jerusalém antiga.

Paraty, no Rio de Janeiro

Além das missas e da Procissão do Fogaréu, quando os fiéis percorrem as ruas escuras do centro histórico carregando tochas iluminadas, o feriado da Paixão de Cristo é uma oportunidade única de apreciar algumas peças de arte sacra com mais de três séculos de existência. 

É a única época em que essas obras podem ser vistas, pois, nos demais períodos do ano, permanecem guardadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 

Goiás, em Goiânia

As ruas do centro histórico da capital de Goiás também são palco da Procissão do Fogaréu. Com a iluminação pública desligada, os fiéis percorrem o local com tochas acesas. Alguns homens encapuzados representam os soldados romanos, em um ritual alusivo à captura de Cristo.

A procissão, que acontece na meia-noite da quinta-feira, é iniciada no Museu de Arte Sacra da Boa Morte e chega até a igreja de São Francisco de Paula. 

Gramado e Canela, na Serra Gaúcha

As duas cidades do Rio Grande do Sul são decoradas para a ocasião e recebem encenações da morte e ressurreição de Cristo. Em Canela, vários coelhos de pelúcia também fazem parte da decoração das ruas.

Em Gramado, cidade famosa pelos chocolates artesanais, acontece o Festival do Chocolate, além do evento Gramado Aleluia, com cerimônias religiosas e apresentações artísticas.

Aparecida e Cachoeira Paulista, em São Paulo

A cidade de Aparecida, conhecida em todo o país por causa do Santuário Nacional de Aparecida, e Cachoeira Paulista, que ganhou notoriedade em função da comunidade católica Canção Nova, recebem milhares de fiéis no feriado da Paixão de Cristo.

Vários peregrinos visitam as duas cidades, que realizam missas, procissões e encenações, em alusão à Santa Ceia (quando acontece a cerimônia do Lava-pés) e à Via Sacra. Em Aparecida, a procissão da Via Crúcis acontece na manhã de sexta-feira e segue até o topo do Morro do Cruzeiro.

Conheça de perto as tradições do feriado da Paixão de Cristo

Como você percebeu, do Norte ao Sul do Brasil existem diversas manifestações religiosas e culturais que marcam o feriado da Paixão de Cristo. Além das cidades citadas, outros destinos incríveis também promovem procissões, missas e encenações. 

Mesmo para quem não é católico, os eventos são um verdadeiro espetáculo e uma boa oportunidade de conhecer as diferenças culturais de cada região. Em muitas cidades há, inclusive, tradições ligadas à alimentação. É o caso, por exemplo, da região Nordeste, cujo prato tradicional nessa época é o quibebe, feito de abóbora, e o arroz cozido em leite de coco.

Já algumas comunidades têm tradições curiosas. Os gregos, que se concentram na capital paulista, pintam as cascas de ovos cozidos durante o feriado da Paixão de Cristo. No domingo, cada pessoa pega um ovo, faz um pedido e bate o alimento contra o de outro indivíduo. Diz a lenda que quem preservar a casca intacta terá o seu desejo realizado!

Gostou de saber mais sobre as manifestações culturais que marcam o feriado de Páscoa? Então, compartilhe nosso texto em suas redes sociais e divida as informações com seus contatos! Quem sabe algum amigo não decide fazer as malas e curtir com você um desses destinos?

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-