Irá fazer uma viagem curta? Aprenda o que levar na mala!

7 minutos para ler

Chegou a hora de arrumar a mala para aquela viagem curta e você não tem ideia de que roupas, calçados, acessórios e demais itens colocar nela? Essa é uma realidade que muitos viajantes enfrentam, especialmente quando querem aproveitar o fim de semana ou mesmo um feriado para conhecer novos lugares.

Pensando nisso, resolvi trazer algumas dicas úteis que vão ajudar a não perder mais tempo e organizar a bagagem de maneira inteligente e otimizada. Acompanhe!

O que levar na mala para uma viagem rápida?

Para começar, reuni algumas dicas que vão auxiliar a pensar com mais clareza o que deve ser realmente levado na mala para uma viagem curta. Para tanto, elas abordam três pontos importantes: o destino escolhido, o clima e o seu roteiro de atividades e locais a serem visitados. Fique atento a elas!

Avalie as atividades que você fará

A primeira dica é listar todas as atividades que você fará quando chegar ao destino. Feito isso, avalie em qual estilo de viagem elas se enquadram. Por exemplo, você vai fazer visitações a museus, conhecer de perto construções seculares e realizar passeios no centro histórico da cidade?

Então, o seu tipo de viagem é cultural e urbana, o que pede roupas como calças jeans, camisetas, casacos, camisas sociais etc. e calçados que sejam básicos, confortáveis, práticos e flexíveis, como tênis, sapatênis e sneekers, para caminhar bastante e passar por diferentes pontos turísticos com o mesmo visual.

Porém, se o foco da sua viagem é botar o pé na areia, se bronzear, curtir diferentes praias e praticar atividades esportivas ao ar livre, o estilo da viagem será praiana e de aventura. Ou seja, requer roupas como regatas, shorts, bermudas, entre outras, e calçados que sejam leves, versáteis, permitam a transpiração e sequem rápido caso se molhem, como sandálias e chinelos.

Considere os lugares que frequentará

Além de pensar nas atividades que você fará, não deixe de considerar os lugares que tem interesse em frequentar. Isso porque é comum que muitos espaços, como restaurantes, espetáculos teatrais, festas temáticas, baladas e afins demandem um tipo específico de visual. Tanto é que muitos deles realmente definem um dresscode a ser seguido pelas pessoas que estão presentes e até divulgam isso nas redes sociais.

Portanto, caso você esteja se programando para ir em algum desses cantos, informe-se de antemão sobre essa questão para já deixar as roupas certas reservadas na mala e não passar por aperreios no seu destino atrás de comprar de última hora uma peça que falta.

Leve em conta o clima da região

Por último, leve em conta o clima da região. Afinal, muita gente marca bobeira e se descuida justamente disso. Como resultado, viajam com uma mala cheia de roupas que não poderão usar porque se prepararam para dias quentes e ensolarados, mas encontram o destino frio e chuvoso e vice-versa.

Por isso, o ideal é sempre checar a previsão do tempo nas duas semanas que antecedem a sua viagem curta. Dessa maneira, será possível evitar surpresas desagradáveis! Para completar, há uma dica extra: caso você viaje no fim de semana ou no feriado para outro país, cheque não só o clima local, mas também a estação do ano vigente nele.

Lembre-se que nações do hemisfério sul, como Argentina, Uruguai e Colômbia, têm a mesma estação que o Brasil. Se aqui é primavera, nesses locais também será. No entanto, países do hemisfério norte, como México, Cabo Verde e Portugal, têm estação oposta à nossa. Se aqui é verão, nesses locais será inverno.

Quais são os itens indispensáveis?

Há pouco, eu dei algumas sugestões de roupas e calçados que podem ser colocados na sua mala de acordo com a sua programação no destino. Dessa vez, vou falar daqueles itens que são indispensáveis em qualquer bagagem, pois o ajudam quando o assunto é higiene, saúde e proteção. Ou seja, bastante coisa! Confira quais são eles!

Kit de frascos para viagem

O kit de frascos para xampu, condicionador, hidratante e afins é essencial em uma viagem curta. Com ele, você não precisa levar esses produtos da sua casa, principalmente aqueles que têm recipientes grandes e acabam ocupando muito espaço na mala. Isso sem falar que não é necessário comprá-los ao chegar no destino — algo que representa mais gastos.

Ao contrário, você não carrega mais do que 100 ml em cada frasco, que é, além de compacto, devidamente vedado e armazenado em uma pequena embalagem transparente.

Minifarmárcia

Fora o que já foi dito, é indispensável levar na mala uma minifarmácia. Isto é, uma necessaire ou mesmo um estojo pequeno com alguns remédios que você ou os seus companheiros de viagem podem precisar. Entre os principais, podemos citar os anti-inflamatórios, os analgésicos (para dores), os antitérmicos (para febre), os anti-histamínicos (para reação alérgica) e os antiácidos (para azia e má digestão).

Afinal de contas, qualquer um pode adoecer, ficar indisposto, ter um mal-estar repentino ou sofrer com uma alergia respiratória ou alimentar. Por isso, ao se prevenir, você evita que esses problemas de saúde se prolonguem por muito tempo e acabem, infelizmente, prejudicando a sua viagem que já é curta.

Acessórios para o clima

Dependendo do clima no seu destino, será importante levar alguns acessórios para a sua própria proteção. Chapéu, boné, óculos e protetor solar, por exemplo, ajudam a reduzir a chance de insolação, dores de cabeça por conta da claridade e queimaduras na pele. Já gorros, luvas, cachecóis e protetores de orelha diminuem a sua exposição ao frio e evitam má circulação nas extremidades do corpo.

Como escolher hospedagem para viagens curtas?

Antes de encerrar o post, trouxe um tópico extra para ajudá-lo a escolher o lugar certo para se hospedar durante a sua viagem curta. Isso porque, assim como a organização da mala, essa decisão também é cercada de muitas dúvidas — o que não é à toa.

Basta lembrar que a hospedagem influencia (e muito) na experiência que o viajante tem no destino, no seu conforto e descanso e até mesmo na qualidade dos momentos que você tem com os seus amigos e familiares.

Por isso, analise a localização do hotel, veja se ele oferece uma boa estrutura de entretenimento e lazer, confira os serviços que o espaço oferece para os hóspedes, cheque antecipadamente o cardápio do restaurante e não deixe de reparar nas comodidades que os quartos disponibilizam.

Seguindo as dicas sobre o que levar na bagagem e também as sugestões sobre itens que não podem faltar, será muito mais fácil montar uma mala para uma viagem curta. Ah, e o melhor de tudo é que ela será funcional e realmente pensada para as suas necessidades, evitando, assim, peso extra e coisas desnecessárias.

E já que o assunto do post foi viajar, aproveite para saber se vale mais a pena ir para o seu destino de carro ou de avião!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-