Tudo o que você precisa saber antes de ir para Fernando de Noronha

9 minutos para ler

Se você quer conhecer o encantador arquipélago de Fernando de Noronha trazemos aqui algumas dicas essenciais que temos certeza que tornarão sua experiência ainda melhor.

O principal e mais belo parque marinho brasileiro possui um total de 21 ilhas sendo a principal e única habitada, a Ilha de Fernando de Noronha.

Lá se encontra o mais belo conjunto de praias do Brasil, entre elas Baía do Sancho, Baía dos Golfinhos e Praia do Leão, lugares que com certeza devem estar no seu roteiro. 

Para que este destino nunca deixe de ser paradisíaco, alguns pontos importantes devem estar na sua lista de preparativos, como a contribuição das taxas ambientais e de preservação e claro, a relação das melhores experiências na ilha.

Veja agora nossas dicas para você programar sua ida:

Quando ir?

 

Talvez essa seja a pergunta mais importante para se fazer antes de começar a planejar a sua viagem. Como sabemos, os meses de julho, dezembro e janeiro são os meses de alta temporada no Brasil e as chances de conseguir boas tarifas (passagens aéreas e hotel) são bastante baixas. Portanto, se quiser economizar, programe-se com antecedência.

Quanto ao clima, há duas estações predominantes: a seca, que vai de setembro a fevereiro e a chuvosa, com precipitações ocasionais, de março a junho. A temperatura tem pouca variação durante o ano, mantendo uma média de 28ºC, com muito sol e uma brisa refrescante. 

 

Como chegar?

 

A ilha é ligada ao continente por vôos operados pelas companhias Gol e Azul, partindo de Recife e Natal (saídas somente aos domingos e retorno às quartas e domingos). Os vôos duram em média 1h.

Fique ligado: o fuso horário em Fernando de Noronha é 1 hora a mais que o horário de Recife. Lembre-se que os horários dos voos são sempre no horário do local.

 

Quais são as taxas?

 

Todo visitante deve pagar a taxa de preservação ambiental (TPA) que é cobrada por cada dia de sua permanência.

Na tabela de 2019, a taxa começa em R$ 73,52 por dia e a partir do 6º dia a diária abaixa um pouco. Por exemplo, se sua permanência na ilha for de 7 dias a TPA total será de R$ 467,59. A partir do 11º dia a taxa aumenta progressivamente.

Se por acaso você sair antes do período programado e pago, você terá direito à restituição da diferença antes de embarcar para a ilha. Da mesma forma, se resolver prolongar a visita, deve procurar o IBAMA até o vencimento inicialmente previsto e renová-lo de acordo com o novo período de permanência.

Muita atenção, os turistas que não renovarem sua permanência antes do vencimento serão cobrados com o dobro do valor inicial. 

Você encontra a tabela oficial e formulário para o pagamento na página oficial de Noronha

O pagamento também pode ser feito na sua chegada à ilha, em dinheiro, cartão de crédito ou débito, mas uma dica importante: no aeroporto haverá uma entrada exclusiva para quem pagou a taxa pela internet. Quanto mais rápido for sua entrada na ilha mais rápido você aproveitará esse paraíso, concorda?

Para acessar o Parque Nacional Marinho, que desde 2001 é reconhecido e tombado pela UNESCO como Patrimônio Natural Mundial da Humanidade é preciso comprar um ingresso especial, que não está incluso na taxa de proteção ambiental. 

Esse ingresso é exigido para fazer qualquer passeio de barco, caminhada ou mergulho e é no parque onde ficam as famosas praias do Sancho, Sueste e Leão.

O valor fixado é de R$ 106,00 para turistas brasileiros e de R$ 212,00 para estrangeiros e é válido por 10 dias.

Para evitar filas, sugerimos que o pagamento seja feito pela internet, no site do Parque Nacional Marinho.

O ingresso tem duas diferenças fundamentais em relação à TPA:

 

  • Teoricamente não é obrigatório. Você pode visitar a ilha sem comprar o ingresso. Mas vai ficar impedido de entrar em diversas áreas do parque. Tenha em mente que o melhor da ilha fica fora do alcance para quem não tem ingresso.
  • O ingresso não é vendido no aeroporto. É preciso passar no Centro de Visitantes ou num Posto de Informação e Controle.
  • Se você pretende mergulhar, o que certamente será uma experiência incrível tendo em vista que a ilha é considerada um dos melhores lugares para a prática de mergulho do mundo com uma visibilidade de até 50 metros, será necessário pagar a taxa marinha. 

 

 

Como se locomover?

 

Ao chegar em Noronha, você terá a opção de pegar um táxi que sai em média R$ 30,00, assim você agiliza sua chegada e ainda consegue curtir uma praia. 

Outra forma de se locomover por Noronha é utilizando a linha de ônibus, que tem uma parada na BR, próximo ao aeroporto. Se você já conhece a ilha e sua pousada fica perto da BR ou no centro da Vila dos Remédios, por exemplo, fica fácil pegar o ônibus e pagar R$ 5,00 por trecho.

A linha percorre toda a extensão da BR, a cada meia hora, entre 6h e 22h, partindo das duas pontas da BR (Porto e Sueste) e faz três entradas:

 

  • Entra na Vila do Trinta, indo até a praça principal
  • Entra na Vila dos Remédios, indo até a praça do ponto de táxis
  • Entra na Estrada da Basinha, indo até o fim do asfalto

 

Fique atento, caso você pegue o ônibus numa dessas entradas (Vila do Trinta, Vila dos Remédios ou Basinha), verifique o sentido: o ônibus pode estar indo na direção Porto ou na direção Sueste.

Se busca mais comodidade e conforto a melhor opção é contratar a Montreal Agência de Viagem que oferece o serviço de transfer aeroporto/hotel/aeroporto por um valor médio de R$ 85,00.

 

Quais as praias principais?

 

Praia do Sancho

Considerada uma das praias mais bonitas do Brasil, a Baía de Sancho fica no “mar de dentro”, área de mar de frente para o continente brasileiro. A união de águas transparentes e areia clara contornada por rochas torna essa praia um lugar de sonho para passar as férias. Dá para acessá-la pelo mar ou a pé. Aproveite para curtir também seu mirante natural, no alto da falésia. 

Baía dos Golfinhos

Outro lugar sensacional é a Baía dos Golfinhos, o melhor ponto da ilha para observar golfinhos. Dá para curtir o visual do alto do Mirante dos Golfinhos. Por ser local de preservação, não é possível acessar a praia. É um bom passeio para levar as crianças.

Praia do Leão

Do outro lado das baías do Sancho e dos Golfinhos, está a praia do Leão, que sempre aparece em rankings das praias mais bonitas do Brasil. As várias rochas proporcionam pequenas piscinas. A praia faz parte do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha e tem acesso controlado, já que é um dos pontos preferidos das tartarugas.

Praia de Atalaia

A praia do Atalaia é muito desejada pelos viajantes que querem ver de perto uma das praias mais lindas do nosso litoral. A praia tem em seu entorno o Morro do Frade e várias rochas escuras contrastando com areia branca. É inesquecível praticar snorkel por lá e ver um verdadeiro aquário natural.

 

O que mais posso fazer?

 

Ilhatur

No passeio o turista terá um panorama geral das principais praias, piscinas naturais e belos mirantes do arquipélago. Durante todo o trajeto o turista conhecerá um pouco da fauna e flora existente e fará várias paradas para banho de mar e mergulho livre. Utiliza-se bugres, veículos 4 x 4, embora boa parte do roteiro seja feito a pé, através das caminhadas por trilhas e praias. O passeio termina com o pôr-do-sol no mirante do Boldró. Duração aproximada: 8 horas

Passeio de barco

O passeio sai do Porto Santo Antônio e a navegação é feita por todo lado norte da ilha conhecido como mar de dentro, que vai das ilhas secundárias até a ponta da sapata, passando pela Baía dos Golfinhos com parada de 40 minutos para banho na mais bela praia, a Baía do Sancho. É o passeio que tem a grande chance de ver golfinhos bem próximo a embarcação. Duração aproximada: 3 horas

Caminhada Histórica

Descobrindo a história de Noronha, que se confunde com a própria história do Brasil, na caminhada pela Vila dos Remédios encontramos grande parte do Sítio Histórico da ilha, incluindo o acervo resguardado no Memorial Noronhense. Uma subida até a fortaleza do Remédios, nos presenteará com uma privilegiada vista das ilhas secundárias e praias do “mar de dentro”. A Caminhada finaliza no terminal turístico do Cachorro, com vista para as praias do Cachorro e Meio. Uma aventura cultural! Duração aproximada: 2 horas.

Planasub

Também conhecido como vôo submarino, este passeio é bem divertido. É uma nova modalidade de mergulho onde o participante segura uma prancha que por sua vez se mantém presa a um barco através de uma cabo de aproximadamente 5 metros. Com a utilização de equipamentos de mergulho (já inclusos), o participante poderá observar a vida marinha existente de uma maneira bastante descontraída. Duração aproximada: 2 horas.

Local de Partida: Porto Santo Antônio

Passeios diários pela manhã e à tarde

 

Atrações noturnas

À noite, uma boa pedida é sair para jantar em um dos ótimos restaurantes que a ilha possui. 

Se quiser participar de palestras educativas, você pode ir ao Projeto Tamar. As palestras iniciam todas as noites, às 20h, e cada noite tem seu tema fixo. Também todos os dias, a partir das 19h, são exibidos filmes ambientais variados. 

Para quem prefere uma noite mais animada, a dica é dançar no Bar do Cachorro, um dos locais mais conhecidos da ilha para desfrutar da vida noturna.

 

Gostou das nossas dicas? A Montreal Agência de Viagem pode te ajudar a elaborar o melhor roteiro com essas e outras opções de passeios.

Prepare-se para a viagem dos sonhos com a Montreal, aproveite os hotéis parceiros pelo Clube, Pousada Alto da Vila e Pousada Alto da Floresta e viva momentos incríveis!

 

Fonte: Site oficial do Arquipélago de Fernando de Noronha.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-